4 razões estudar em tempos de crise!

A palavra em chinês que define “crise” é composta por dois caracteres: um simboliza “perigo”, e o outro “oportunidade”. Muitas vezes, ficamos assustados em um período de crise, sem saber como reagir. Enfrentar uma crise nunca é fácil, mas quem tem coragem de encarar o perigo cria muitas oportunidades para o futuro. Por isso, estudar em tempos de crise é uma das atitudes mais sábias diante de um cenário difícil.

Se você tem dúvidas sobre a importância de tomar esse passo, separamos 4 razões que farão você repensar sobre investir nos estudos durante a crise. Confira!

estudar em tempos de crise
estudar em tempos de crise

1. Aumentar a sua competitividade no mercado

Uma pesquisa realizada pelo Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), em 2015, constatou que 46,06% dos jovens brasileiros alegm “ter encontrado dificuldades de ingressar ou progredir no mercado de trabalho por conta das poucas ofertas e do alto índice de candidatos qualificados.”

Enquanto o mercado encolhe, a concorrência cresce. A Organização Internacional de Trabalho (OIT) prevê um aumento de 15,5% de jovens entre 15 e 24 sem colocação no mercado de trabalho. Estes são os jovens que acreditam que não precisam melhorar sua capacitação.

Logo, investir nos estudos não é apenas um diferencial: é uma decisão imprescindível para você sobressair perante os demais candidatos.

estudar em tempos de crise
estudar em tempos de crise

2. Conseguir aproveitar melhor as oportunidades

Enquanto muitos preferem ficar em empregos estagnados — e se satisfazem com isso —, quem opta por investir nos estudos e ter uma qualificação melhor diminui as chances de ficar desempregado.

Embora a crise tenha elevado o desemprego a 6,9% em todo país, o IBGE divulgou um estudo mostrando que entre 2014 e 2015 o número de jovens contratados subiu 21% no mercado de trabalho.

3. Aproveitar as faculdades em promoção

Claro, não estamos falando do tipo de promoção que se encontra no supermercado. Para enfrentar esse período mais difícil pelo qual todos passamos, muitas faculdades têm facilitado cada vez mais o pagamento dos estudos para o aluno.

Se você precisa conciliar o pagamento de uma faculdade com demais gastos, na ASA você pode parcelar esse investimento usando o PEP (Parcelamento Estudantil Próprio). Com essa ajuda, você pode pagar até 50% da mensalidade enquanto estuda e o restante só depois de se formar.

Além disso, existem outros tipos de descontos ou bolsas. A crise é um bom momento para pesquisar e negociar as melhores opções. No futuro, quando o país voltar aos eixos na economia, você já estará em vantagem diante de quem teve medo de investir nos estudos no período de crise.

Successful business man with piggy bank holding thumbs up in office
estudar em tempos de crise

4. Investir nos estudos fará seu salário subir

Quem decide seguir os estudos até o Ensino Superior ganha até 200% mais que quem parou os estudos no Ensino Médio, segundo estudo do IBGE. Se você já está numa área que gosta e quer crescer dentro da profissão, ter uma formação superior fará com que você alcance cargos melhores e, com isso, salários mais altos.

Mas se você pretende seguir uma carreira diferente do que já faz, os salários vão variar de acordo com a profissão. Entretanto, qualquer curso que você escolher seguir em uma faculdade dará oportunidades de empregos com melhores salários.

Estar preparado para as oportunidades que podem aparecer é estar um passo a frente na fila pela busca de emprego. E como diz o ditado, conhecimento nunca é demais!

E você, preparado para investir nos estudos? Então não deixe de conferir este post que preparamos sobre a importância do planejamento financeiro para pagar a sua faculdade!

estudar em tempos de crise

O que fazer se você não conseguir FIES ou Prouni?

Ao terminar o ensino médio, muitas pessoas optam por iniciar uma graduação, visando ter mais oportunidades no mercado de trabalho. Para tanto, grande parte dos estudantes recorre ao FIES ou Prouni.

Já outras preferem fazer um curso técnico para se especializar em uma área, e, depois de um tempo, percebem a necessidade de uma graduação para alavancar a carreira.

Se você já escolheu um curso superior ou tem alguns em mente, é hora de pesquisar se você se encaixa nos critérios para concessão de crédito do FIES ou se tem média suficiente para optar pelo Prouni.

Caso você não preencha os requisitos básicos para tal, não se preocupe, pois existem outros programas que podem te ajudar a começar o curso superior sem pesar muito nas suas contas.

É necessário pesar as possibilidades quando o FIES ou Prouni estão descartados das opções. Por isso, neste post, selecionamos algumas dicas de como conseguir crédito para fazer uma graduação:

Conheça as possibilidades de crédito da própria instituição

Muitas instituições de ensino superior oferecem a chance de concorrer a bolsas de estudos, como as bolsas de iniciação científica e bolsas institucionais. Mas, caso você tenha que trabalhar e estudar, essas bolsas exigirão mais de você.

Muitas instituições também apresentam programas de financiamento próprios que, geralmente, são oferecidos para alunos que fazem o vestibular ou usam a nota do ENEM para ingressar na faculdade. O processo seletivo costuma ser bem simples e a aprovação vai depender de alguns critérios.

O que fazer se você não conseguir FIES ou Prouni? - conheca as possibilidades de credito da propria instituicao

Verifique as oportunidades de redução de custos

Mesmo que você não consiga uma bolsa ou o crédito da instituição, ainda existem algumas formas de reduzir os custos de seus estudos. Verifique, por exemplo, se você vai ter muitas despesas com o deslocamento até o campus e se existe transporte gratuito para chegar até as aulas.

Você pode procurar pela instituição que ofereça diferentes formas de descontos em mensalidades, como, por exemplo, descontos para pagamentos antecipados, descontos por indicar amigos para estudarem na instituição, entre outros.

Busque por diferentes formas de crédito privado

Caso nenhuma dessas opções para substituir o FIES ou Prouni seja viável, você ainda pode procurar pelo financiamento de crédito privado. Alguns financiamentos são famosos por suas taxas de juros baixas e pela facilidade de conseguir o crédito, como o Parcelamento Estudantil Próprio.

Nesse tipo de financiamento, é essencial pesquisar sobre as condições de aquisição de crédito, como o valor da dívida futura e as formas de sanções que podem ocorrer caso você não consiga cumprir com o prometido, entre outras informações que vão te dar segurança quanto a negociação.

O que fazer se você não conseguir FIES ou Prouni? - busque por diferentes formas de credito privado

Tente negociar as mensalidades

Essa dica é para você que já ingressou em um curso de graduação e não está conseguindo mais controlar os gastos. Você não precisa desistir! Procure pela sua instituição e verifique as possibilidades de negociar as suas mensalidades atrasadas.

Você também pode optar por iniciar uma das formas de crédito citadas acima, de acordo com as suas necessidades e com o seu orçamento. O importante é continuar o seu curso com qualidade e entender que seu futuro pode depender desse investimento.

FIES ou Prouni são opções que ficam cada vez mais burocráticas e de difícil acesso, no entanto, é possível diminuir os custos dos seus estudos com outras soluções. Siga as nossas dicas e aposte no seu futuro!

E aí, gostou desse artigo? Quer acompanhar outras dicas como essas? Curta nosso Facebook e não perca nenhuma novidade!

6 dicas de como aumentar a concentração e estudar com mais qualidade

Economizar e conseguir concluir a Faculdade: é possível?

Vida de estudante universitário não é fácil. Tem que dar conta dos estudos e, muitas vezes, trabalhar e ainda ficar de olho nos gastos para manter as contas em dia. Mas o esforço vale a pena depois de conquistar o diploma. Lógico que, adotando algumas maneiras de economizar dinheiro durante a faculdade, tudo fica melhor.

Não é preciso deixar de fazer uma boa refeição ou comprar roupas. Muitas faculdades oferecem condições para que o aluno consiga poupar dinheiro e ao mesmo tempo aproveitar melhor a graduação.

Por isso, no momento em que você estiver escolhendo a instituição em que vai estudar, verifique quais serviços, facilidades e vantagens a faculdade oferece aos seus alunos.

Quer saber como poupar durante o curso superior? Continue a leitura e conheça 4 modos de economizar dinheiro e não largar os estudos!

  1. Utilize o transporte gratuito da faculdade

De modo geral, as tarifas de ônibus nas cidades brasileiras não são tão baratas. Ainda mais para quem precisa usar o transporte público todo o dia ou mais de uma vez por dia. Isso acaba pesando em muito no orçamento do estudante.

Mas existem soluções para isso. Em muitos casos, as próprias instituições de ensino oferecem transporte gratuito para seus alunos. Os ônibus buscam os estudantes em cidades vizinhas ao local onde se localiza a faculdade.

São vários itinerários que fornecem comodidade e economia para os estudantes. Em média, é possível poupar R$ 300,00 por mês utilizando esse serviço.

  1. Aproveite a biblioteca

Nos EUA e na Europa, um livro sai bem mais em conta que no Brasil. Isso é fácil de constatar pela nossa alta taxa de imposto que recai sobre esses importantes recursos de aprendizagem para universitários. Assim, não fica barato adquirir livros no país.

Uma boa alternativa para isso é usar as bibliotecas das próprias faculdades. Muitas delas, pensando na dificuldade de aquisição de livros pelos alunos, disponibilizam mais de um exemplar de determinada obra.

Com bibliotecas bem equipadas e regras de empréstimos flexíveis, os alunos podem economizar dinheiro durante a faculdade sem adquirir uma pilha de livros.

Economizar e conseguir concluir a Faculdade: é possível?  - aproveite a biblioteca

  1. Use apostilas compartilhadas

Quanto você gasta com xerox por mês? Possivelmente, não é pouca coisa. E desse material em cópia, quantos deles você vai ler imediatamente? Poucos, com certeza.

Levando todos esses aspectos em conta, é fácil notar que muitos estudantes não reparam o quanto poderiam economizar se compartilhassem apostilas entre si.

Alternando o uso desse tipo de material, vai ser possível fazer com que mais pessoas tenham acesso a um conteúdo. Assim, cada um gasta pouco para conseguir mais material em suas mãos.

É importante lembrar que, depois de usado, grande parte do conteúdo é jogado fora ou acumulado em casa. Por isso, faça-o circular, compartilhe apostilas e economize com isso.

  1. Desfrute do estacionamento gratuito

Ter um carro e economizar na gasolina pode ser uma maneira de sobrar uma graninha para concluir a faculdade. No entanto, o preço do estacionamento, muitas vezes, não compensa tamanha economia.

A saída é aproveitar o estacionamento gratuito oferecido pelas faculdades. Algumas delas têm local apropriado para que seus alunos guardem os seus carros. Tudo de maneira segura e gratuita para ajudar o estudante a poupar.

Essas foram algumas maneiras de economizar dinheiro durante a faculdade. Essas dicas vão ajudar bastante no seu orçamento, mas se bater uma desmotivação, procure ajuda. As faculdades dispõem de apoio psicológico e orientação profissional que vão deixar você motivado durante a graduação.

Economizar e conseguir concluir a Faculdade: é possível?  - desfrute do estacionamento gratuito

Gostou dessas sugestões? Quer acompanhar outras dicas exclusivas sobre educação e ensino? Fique por dentro de outras informações importantíssimas curtindo a nossa página no Facebook.

6 dicas de como aumentar a concentração e estudar com mais qualidade