Como montar um currículo de qualidade: 3 dicas de ouro!

O currículo é a primeira impressão que a empresa tem de você, e é a partir dele que você se destacará em um primeiro momento. Mas você sabia que, em média, os recrutadores gastam apenas 1 minuto em cada currículo? Por isso, é fundamental saber como montar um currículo de maneira eficiente para chamar a atenção dos recrutadores.

No post de hoje, criamos um guia prático com dicas sobre como estruturar seu currículo. Acompanhe e veja os erros que devem ser evitados e sugestões para você enriquecê-lo ainda mais!

montar-um-currículo
montar-um-currículo

1. O que colocar no currículo

A primeira regra de ouro é ser objetivo e conciso. Inclua, de maneira resumida, aquelas informações que de fato serão relevantes para o cargo em questão. O documento final deve ter no máximo duas páginas, pois, se for muito longo, há o risco de ninguém lê-lo até o final. Quando estiver pronto, imprima-o em folha branca, com fontes e cores sóbrias.

Você deve estruturar o documento da seguinte forma:

Dados pessoais

Deve-se iniciar o currículo com os dados pessoais, e nesse campo deve constar apenas:

  • Nome completo;

  • Dados de contato como telefone, celular e e-mail;

  • Estado civil;

  • Data de nascimento.

Objetivo

Informe, de maneira clara, breve e objetiva, qual a área em que você pretende trabalhar. É preciso haver coerência entre essa informação e o cargo para o qual você está concorrendo.

Resumo de qualificações

Quais das suas habilidades e conhecimentos são úteis para o cargo que você deseja alcançar? Quais podem ajudar no crescimento da empresa? Ao responder para si mesmo essas perguntas, você terá as informações necessárias para preencher esse campo.

Formação acadêmica

Coloque sua escolaridade, começando pela mais recente. Coloque o nome do curso, a instituição, data de início e término.

Idiomas e conhecimentos de informática

Indique o seu conhecimento em idiomas e em informática. Se o cargo exigir, você pode citar especificamente cada curso de informática. Lembre-se de ser sincero no currículo, pois seus conhecimentos poderão ser testados.

Experiência profissional

Descreva sua experiência profissional informando o nome da empresa, cargo e período de trabalho. Você pode falar brevemente das funções realizadas. Cite de 3 a 5 dos seus últimos empregos. Caso você não possua experiência na área, fale de trabalhos desenvolvidos na faculdade e trabalhos voluntários.

Atividades de aperfeiçoamento

Aqui você pode citar alguns cursos extracurriculares e complementares que sejam pertinentes ao cargo, bem como participação em simpósios e workshops.

montar-um-currículo
montar-um-currículo

2. O que não colocar no currículo

Lembre-se que o currículo deve ser breve e sucinto. Não coloque sua foto, a não ser que seja pedido. Também não é necessário colocar número de documentos, nome dos pais ou esposa, referências pessoais e pretensão salarial.

Não envie seu currículo com anexos, como certificados e cartas de referência. Se esses documentos forem necessários, eles serão solicitados a você posteriormente. Além disso, se você tem o costume de entregar o currículo em pastas ou envelopes, não utilize cores chamativas, pois não é esse tipo de atenção que você quer.

montar-um-currículo
montar-um-currículo

3. Montar um currículo rico e aumentar as chances de sucesso

Para conseguir melhores colocações profissionais e aumentar suas chances de obter um novo emprego, é preciso investir em você. Aposte em cursos técnicos, graduação, especialização e pós-graduação. É um caminho que exige bastante esforço, mas será recompensador investir na sua carreira e na sua formação.

Agora que você já sabe como montar um currículo para agradar os recrutadores, desejamos boa sorte na sua busca! Para receber mais dicas que irão ajudar no seu futuro profissional, curta nossa página no Facebook!

 

montar um curriculo

Quer ganhar experiência profissional durante a faculdade? Confira nossas 4 dicas!

No processo de escolha do seu curso você deve ter se deparado com várias informações dizendo que o ensino superior enriqueceria o seu currículo e aumentaria sua empregabilidade. Realmente isso é verdade, mas não basta apenas aprender a teoria se você não colocar isso em prática, certo? Especialistas afirmam que cada vez mais os jovens estão ingressando no mercado de trabalho despreparados. Mas como alcançar essa experiência profissional durante a formação acadêmica?

Continue a leitura deste post e saiba como adquirir experiência profissional ainda estando na faculdade!

1. Preste auxílio na faculdade

A universidade é um ambiente propício para que você desenvolva experiência profissional, então se envolver em atividades extra curriculares é uma boa forma de se iniciar nessa área. Participar de uma comissão de formatura, do Diretório Acadêmico (DA) da faculdade ou de trabalhos voluntários, por exemplo, trará a você a visibilidade de professores e profissionais da sua área de atuação.

Monitorias também são de extrema valia para se iniciar profissionalmente. Afinal, se você se destaca em uma disciplina, poderá ensinar o que foi aprendido para outros alunos e reforçar seu próprio conhecimento. Um exemplo são as monitorias de inglês para alunos do curso de administração.

Realizar projetos de pesquisa dentro da faculdade também vai agregar valor ao seu currículo. Uma pesquisa científica é um processo rigorosamente planejado e trará as ferramentas necessárias para que você possa lidar com projetos mais complexos no futuro.

 

2. Realize trabalhos voluntários

Experiência profissional na faculdade

O trabalho voluntário é uma ótima oportunidade de colocar suas aptidões e conhecimentos adquiridos na área em prática. Como você ainda não tem muita experiência profissional, aderir ao voluntariado vai facilitar o processo de conseguir uma vaga em uma grande empresa posteriormente.

O aprendizado é enriquecedor não só em relação ao desenvolvimento da sua carreira, mas ao seu crescimento enquanto indivíduo. Fazer a diferença sem esperar algo em troca gera engajamento moral perante a sociedade.

É importante deixar claro que ser voluntário não é só prestar serviços a uma ONG ou a um grupo de filantropia, mas identificar um problema social e oferecer auxílio.

 

3. Procure atividades extracurriculares

experiência profissional

O mercado de trabalho está cada vez mais acirrado e devido a demanda de profissionais qualificados, faz-se necessário adquirir conhecimento por diversas formas.

As atividades extracurriculares proporcionarão uma bagagem maior para o estudante. Poder ampliar o seu leque de habilidades e informações tornará cada vez mais real uma oportunidade de seleção.

Um profissional que possui curso de francês e inglês, por exemplo, pode ter acesso a um intercâmbio no Canadá e turbinar sua carreira.

Palestras e seminários também são vantajosos porque são explicações contundentes sobre temas específicos — e boa parte deles gera um certificado. Nesses encontros, o networking será fundamental para bons relacionamentos profissionais no futuro.

4. Faça um estágio

experiência profissional As oportunidades de estágio podem ser de curta, média ou longa duração. Boa parte dessas vagas oferece aos candidatos uma bolsa-auxílio, que facilita a vida financeira do estudante.

Inserindo-se em uma organização, acaba sendo mais fácil assimilar a rotina e as atividades que são exercidas na sua área. Boa parte das empresas oferece um programa de treinamento e acaba efetivando os estagiários que se destacam.

Bônus: mantenha seu currículo atualizado!

É bom manter o currículo organizado e bem estruturado sempre à mão. Caso você envie o documento por e-mail, opte por endereços específicos dentro da empresa, e não para opções genéricas. Caso não saiba quem exatamente você deve contatar, ligue para empresa e pergunte quem cuida da contratação de estagiários.

Tenha em mente que algumas oportunidades devem ser agarradas, e que será essencial para a sua carreira já ter uma experiência profissional mínima que seja antes da graduação.

Os melhores profissionais são aqueles que aproveitam ao máximo todos os recursos que o período universitário proporciona!

Agora que você já conhece algumas dicas para se destacar no mercado de trabalho durante a faculdade, saiba também como economizar e concluir o seu curso superior!

 

escolher uma faculdade

Como escolher a profissão certa em tempos de mudança no Brasil?

Quem lê jornal ou assiste televisão sabe: não há um único dia em que não sejamos bombardeados com informações sobre a crise econômica que o Brasil atravessa, com notícias de empresas indo à falência, taxas de desemprego nas alturas, entre outros dados preocupantes.

Diante desse cenário, escolher a profissão certa a seguir é, sem dúvida, um desafio. Para ser bem sucedido nessa empreitada, o ideal é você eleja sua nova carreira levando em consideração não só suas preferências, mas o momento que o país atravessa.

Mas como conciliar esses dois fatores e alcançar o sucesso no mercado de trabalho? Seguindo algumas dicas simples, fica muito mais fácil escolher uma carreira à prova de crise. Continue a leitura e veja como isso é possível!  

escolher profissão

Faça uma lista de suas preferências e habilidades

Anote em um papel todas as atividades as quais você gostaria de se dedicar e, em outra coluna, suas habilidades e características mais marcantes. Muitas vezes, elaborar uma lista ajuda você a estabelecer uma relação muito mais clara entre suas preferências e as carreiras disponíveis.

Se você é organizado, tem facilidade de comunicação e procura sempre manter-se bem informado, a carreira de administrador pode ser perfeita para você, já que essas são características esperadas de um bom profissional dessa área.

Adora cuidar das pessoas, é responsável, pontual e dedicado? Que tal pensar, por exemplo, em uma graduação na área de Enfermagem?

escolher profissão

Analise o mercado de trabalho local

Antes de decidir-se por uma profissão, é importante fazer uma pesquisa sobre o mercado de trabalho na região onde você vai atuar. Para isso, leia jornais e informe-se sobre as empresas que estão estabelecidas na sua cidade.

Não leve em consideração somente as grandes corporações, mas também as pequenas e médias empresas onde, em geral, há boas oportunidades para profissionais em início de carreira.

Fique atento também às novas possibilidades de atuação. Se você quer cursar Enfermagem, por exemplo, faça um mapeamento dos hospitais e clínicas que existem em sua cidade e verifique ainda se há previsão de abertura de novas unidades.

Busque profissões que são essenciais mesmo em tempos de crise

Se você quer escolher a profissão certa, leve em consideração carreiras que demandam profissionais mesmo em tempos de crise como a que o Brasil enfrenta atualmente.

Profissionais de AdministraçãoCiências Contábeis e áreas médicas, por exemplo, contam com um mercado amplo e demanda incessante, já que as atividades desenvolvidas por eles continuam sendo necessárias mesmo nos momentos em que o país atravessa momentos de instabilidade.

escolher a profissão

Dê prioridade às carreiras em alta no mercado

Em tempos de crise, quando a empregabilidade diminui e profissionais que não são considerados essenciais vêem as vagas sumirem do mercado de trabalho, o ideal é optar por profissões que estão em alta, ou seja, que têm muita demanda de pessoal especializado.

Com a crise econômica instaurada no país, profissionais de carreiras como Engenharia de Produção, por exemplo, que buscam aumentar a produtividade das empresas por meio da administração eficaz dos recursos financeiros e humanos disponíveis, estão em alta e, por isso, novos profissionais podem encontrar boas oportunidades de mostrarem seu potencial.

Gostou das nossas dicas de como escolher a profissão certa em tempos de crise? Agora que ficou mais fácil tomar a decisão, baixe nosso e-book com 5 dicas para fazer uma redação matadora no Enem e veja como arrasar no processo seletivo!

 

Afinal, como alcançar o sucesso profissional?

Quem disse que para obter sucesso profissional é preciso, necessariamente, realizar investimentos exorbitantes? Na verdade, há formas efetivas, simples e financeiramente vantajosas para se destacar, conseguindo uma boa colocação no mercado de trabalho. 

Interessou-se pelo assunto e quer saber como alçar voos mais altos, turbinando a sua carreira? Confira as dicas a seguir:

Mantenha-se atualizado

profissional atualizado

Já dizia o ditado: “conhecimento nunca é demais”, não é mesmo? Por isso, mantenha-se sempre atualizado, ampliando os saberes. Inteire-se sobre as novidades do mercado de trabalho e também sobre o mundo que o cerca. 

Para aqueles que ainda não obtiveram a oportunidade de começar o ensino superior, vale a pena pensar na possibilidade de realizar cursos técnicos, profissionalizantes e/ou complementares, que apresentam-se como uma boa alternativa para alavancar a carreira. 

Realizar aulas de idiomas ou fazer cursos de computação, por exemplo, deixarão o seu currículo ainda mais atrativo, garantindo pontos extras com os gestores. 

Honre os seus compromissos

Um bom profissional sabe a importância de honrar os compromissos — tanto em relação aos horários como aos prazos estipulados. Em outras palavras, é fundamental ser pontual, chegando na empresa no horário adequado e entregado as tarefas na data marcada. 

Tal característica mostra que o colaborador é responsável e, por isso, os coordenadores podem confiar nele. A partir de então, é questão de tempo para que ele suba no hierarquia organizacional. 

Defina metas

metas como alcancar

Você se lembra daquela música do Zeca Pagodinho que diz: “deixa a vida me levar”? Pois então: tenha em mente que, para obter sucesso profissional, a história é outra. O ideal é se programar, criando um planejamento a curto, médio e longo prazo. 

Estabeleça quais são as suas principais metas e como será possível alcançá-las. Mas não basta apenas colocá-las no papel: é fundamental seguir o plano à risca. Assim, você saberá que cada passo dado é em prol de um objetivo maior. 

Separe a vida profissional da pessoal

Não são raros os casos em que os profissionais misturam as esferas, levando problemas do trabalho para casa e vice-versa. O resultado disso, como se pode imaginar, é desastroso, tornando o colaborador disperso e, até mesmo, improdutivo. 

Em contrapartida, aqueles que conseguem separar a vida particular da profissional podem colher bons frutos, destacando-se dos demais. Portanto, saiba impor limites, respeitando cada instância de sua vida.

Aposte no marketing pessoal

O marketing pessoal nada mais é do que criar estratégias para promover a própria imagem. O motivo é simples. Estar bem vestido, com uma aparência impecável, por exemplo, passa a sensação de que você é bem sucedido.

Por isso, é importante utilizar roupas adequadas e cuidar bem dos cabelos e das unhas. Lembre-se que no ambiente de trabalho cores mais sóbrias — como azul, cinza e marrom — são mais apropriadas.

Além do mais, é importante preocupar-se com o seu comportamento. Seja sempre amigável e cordial. Não se esqueça que educação é bem-vinda em qualquer lugar ou situação.  

Fato é que, para alcançar o sucesso profissional, é preciso ser dedicado e comprometido, colocando em prática uma série de comportamentos e ações que vão torná-lo mais qualificado. 

Quer que seus conhecidos e amigos também vejam essas dicas? Então compartilhe o post em suas redes sociais!

alcancar sucesso profissional

Conheça os profissionais mais procurados hoje

O mercado de trabalho está sempre sujeito às mudanças sociais e econômicas que acontecem ao nosso redor. Seja pelo avanço tecnológico ou mesmo por situações de crise, os profissionais mais procurados são aqueles que trazem a capacidade de renovação e adaptação dentro de uma empresa.

Dentre desse contexto, existem algumas profissões que têm se destacado por desempenharem um papel fundamental no mundo contemporâneo. Neste post vamos apresentar algumas delas e explicar a importância que esses profissionais têm alcançado na realidade atual. Confira!

1. Recursos humanos

O profissional de recursos humanos é essencial em uma empresa, independentemente se o momento é de crescimento ou não.

Em períodos de crise, esse profissional desempenha um papel fundamental ao ser ainda mais criterioso nas escolhas de contratação, gestão e remuneração dos funcionários. Em situações como essa, as empresas procuram otimizar ao máximo os resultados, produzindo mais e gastando menos para retomar o crescimento.

O salário varia entre R$ 10 mil e R$ 17 mil em empresas de médio porte, mas pode atingir R$ 25 mil em uma grande corporação.

2. Tecnologia da informação

profissionais mais procurados Tecnologia da informação

A internet se tornou parte essencial da vida de um grande número de pessoas. As empresas estão cada vez mais cientes disso e têm buscando formas de tirar proveito desse contexto tecnológico para aumentar suas vendas e se relacionar com o cliente de maneira personalizada.

Além disso, existem diversos softwares que auxiliam nos processos financeiros, administrativos ou mesmo de segurança virtual que se tornam parte fundamental da manutenção de uma empresa.

Um desenvolvedor mobile, profissional que desenvolve aplicativos para celular, hoje ganha em torno de R$ 8 mil. Um analista de big data pode ganhar de R$ 15 mil a R$ 40 mil ao lidar com o processamento e análise de grandes volumes de dados.

Outro cargo importante nessa área é o analista de e-commerce, que faz a gestão de negócios no meio virtual e pode ganhar de R$ 4 mil a R$ 16 mil, dependendo do nível hierárquico.

3. Vendas e marketing

 

profissionais mais procurados

Outra área essencial e que sempre tem o seu lugar no mercado é a de vendas e marketing. Toda empresa precisa fechar negócios e alcançar novos parceiros e clientes para manter-se em desenvolvimento.

Os profissionais mais procurados para essa finalidade são:

  • analistas de trade marketing, responsáveis pelo marketing voltado a parceiros, distribuidores, varejistas e atacadistas;

  • executivos de vendas (hunter), voltados para o mercado de vendas de aplicativos e publicidade virtual;

  • engenheiros de vendas, que cuidam dos processos de venda e de como alcançar os melhores resultados.

Os salários giram em torno de R$ 5 mil para essas funções.

4. Outros profissionais mais procurados por empresas

 

profissionais-mais-procurados-pelas-empresas-1024x768

 

Existem ainda outras profissões que vêm sendo bastante procuradas e valorizadas pelas empresas como a área de finanças e engenharia, também muito importantes na redução de custos e otimização de resultados.

O salário para analista financeiro pode ir de R$ 3 mil a R$ 6,5 mil, dependendo do nível hierárquico e do porte da empresa. Engenheiros atuam em diversas áreas, mas em média o salário vai de R$ 5 mil a R$ 11 mil ou mais de acordo com o cargo ocupado.

O atual momento de crise, por mais preocupante que possa parecer, não deixa de oferecer novas oportunidades aos profissionais preparados. Por isso, sempre haverá espaço para quem estuda e se dedica ao crescimento profissional.

Se você gostou deste post e quer saber mais sobre os profissionais mais procurados no mercado de trabalho, não deixe de saber como escolher a profissão certa em tempos de crise!

profissionais mais procurados

Precisando de mais concentração nos estudos? 5 dicas para melhorar o seu foco!

Muitas pessoas têm dificuldade em manter a concentração nos estudos — e isso não é por acaso.

Além de ser uma rotina cansativa, são várias as distrações que podem atrapalhar o entendimento da matéria, tornando o esforço totalmente improdutivo.

A boa notícia é que, seguindo algumas boas práticas, você pode melhorar a concentração e assimilar de maneira eficiente o conteúdo estudado. Neste artigo, você vai aprender como melhorar o seu rendimento nos estudos. Confira!

1. Crie um ambiente que facilite a concentração nos estudos

O local onde você vai estudar é um dos elementos que mais influenciam em sua atenção e, por isso, deve ser escolhido com cuidado.

Lugares muito barulhentos ou com grande fluxo de pessoas são péssimas escolhas para quem deseja focar sua atenção nos estudos. Ambientes bagunçados também atrapalham a concentração e fazem você perder tempo procurando seus materiais no meio da desordem.

Por isso, crie um ambiente propício para os estudos: bem organizado, com cadeiras confortáveis e silencioso. Assim, você aumenta consideravelmente seu foco nas matérias.

2. Respeite o seu tempo de estudos

concentração nos estudos respeite o seu tempo de estudos

Estabeleça uma hora de seu dia e use-a apenas para ler, escrever e fichar, deixando de lado qualquer outra tarefa. O ideal é que você utilize o horário em que se sente mais confortável e produtivo, capaz de assimilar uma quantidade maior de conteúdo.

Além disso, não se esqueça de definir um tempo para descanso, ignorado por muitos estudantes. O repouso vai permitir que você recarregue suas energias e se mantenha focado, evitando o sono e outros inimigos de uma boa sessão de leitura.

3. Organize a sua rotina de estudos.

Outra prática que pode ajudar você a aumentar a concentração nos estudos é a organização do conteúdo a ser estudado, garantindo que nenhuma disciplina fique de fora.

O ideal é definir metas diárias de estudo, determinando os dias e horários para reler resumos, responder exercícios e elaborar fichamentos. Assim, você não perde tempo escolhendo o que vai estudar naquele dia nem fica ansioso em terminar a disciplina, preocupado com o conteúdo a seguir.

4. Fuja das redes sociais

As redes sociais são os atuais maiores inimigos da concentração. Evite-as ao máximo no momento de estudo e desligue o seu celular. Desative também as notificações quando você fizer exercícios e leituras pelo computador.

Lembre-se de que o tempo separado para os estudos é sagrado, e dois minutos no Facebook podem se transformar em 30 minutos desperdiçados de sua rotina.

5. Estude sozinho

concentração nos estudos estude sozinho

Se reunir com os amigos pode reduzir o peso de longas horas de estudo e até ser divertido. Porém, você pode acabar se distraindo e conversando sobre outras coisas que não estão relacionadas às matérias.

Para garantir a sua atenção, dê prioridade para estudar sozinho, não permitindo que ninguém possa atrapalhar sua produtividade. Tenha certeza de que o esforço vai valer a pena.

Agora que você já sabe o que fazer para melhorar a sua concentração nos estudos, aproveite e leia nosso artigo para aprender como impedir que o celular e a internet atrapalhem nessa hora. Nos vemos no próximo post!

concentração nos estudos

Vale a pena mudar de cidade para fazer faculdade?

Se você está finalizando o ensino médio, talvez já tenha percebido que precisará fazer escolhas importantes para a sua vida. Uma delas é decidir se será necessário mudar de cidade para fazer faculdade.

É verdade que decidir sobre um assunto como esse não é fácil. Para ajudar você nessa tarefa, analisamos aqui os principais aspectos que precisam ser considerados antes de resolver arrumar as malas e se mudar para cursar sua graduação em outra cidade. Vamos lá?

Por que mudar de cidade para fazer faculdade?

 

1. As instituições de ensino locais não são de qualidade

mudar de cidade para fazer faculdade as instituições de ensino locais não são de qualidade

 

Alguns estudantes são categóricos em dizer que as faculdades da sua cidade possuem um ensino fraco. Porém, muitos que pensam dessa forma nem chegam a fazer uma pesquisa cuidadosa para comparar o nível da educação das faculdades de sua cidade com as de outras regiões.

A razão para essa forma de pensar pode ser o simples fato de não valorizar “o produto da casa” ou achar que as instituições de ensino superior de cidades pequenas não são reconhecidas no mercado.

Mas isso não é verdade. Por exemplo, algumas faculdades localizadas em cidades menores já obtiveram excelentes notas no Enade — Exame Nacional de Desempenho de Estudantes — e são muito conceituadas.

 

2. Você deseja ganhar uma liberdade maior

 

Outro motivo para que estudantes queiram estudar longe de casa é ganhar maior liberdade, visto que não ficarão sobre o controle dos seus pais.

Porém, pensar somente em ganhar maior liberdade faz com que o jovem se esqueça de todas as responsabilidades que acompanham essa decisão, como contas a pagar, dificuldade de adaptação, saudades da família, etc. Para lidar bem com isso, o estudante precisa de muita madureza emocional.

 

3. As boas oportunidades de emprego estão apenas nos grandes centros

mudar de cidade para fazer faculdade as boas oportunidades de emprego estão apenas nos grandes centros

 

Ainda outra causa que leva alguns a mudar de cidade para fazer faculdade é achar que, estudando em outra região, principalmente em cidades grandes, as oportunidades de emprego serão maiores.

Mas nem sempre as boas vagas de trabalho estão fora do local em que mora, pois pode ser que conseguir um ofício no lugar onde o profissional já é conhecido seja bem mais fácil. Além disso, se o estudante já possui um emprego onde mora, deixar esse trabalho que pode ajudá-lo a pagar as despesas da faculdade pode não ser uma boa opção.

 

4. Os gastos são menores em uma faculdade pública

 

E, por fim, alguns jovens moram em cidades que não possuem uma universidade pública e, por isso, vão em busca de um lugar que tenha uma achando que os gastos com uma instituição particular serão muito altos.

Mas, quando colocam na ponta do lápis os custos de se morar em outro município, como aluguel, alimentação, transporte, luz, água, etc., alguns estudantes chegam à conclusão de que pagar uma faculdade particular perto de sua casa fica quase o mesmo valor que gastará com as despesas para estudar em uma universidade pública em outra cidade.

Diante desses fatos, é muito importante que o jovem pense com cautela a respeito dessa importante decisão. Nesse momento, deixe de lado ilusões infundadas e, com a ajuda de seus pais, encare racionalmente as vantagens e desvantagens de uma possível escolha.

Agora, queremos saber a sua opinião: você acha que vale a pena se mudar de cidade para fazer faculdade? Deixe seu comentário aqui no post e conte pra gente!

escolher-o-melhor-curso

4 vantagens de estudar em uma faculdade pequena

 

Não é novidade que realizar uma graduação é item fundamental para conquistar uma carreira profissional de sucesso. Entretanto, parece que nem todos sabem que estudar em uma faculdade pequena tem inúmeros benefícios que contribuem expressivamente para a formação do aluno.

Aliás, as instituições de ensino superior com tamanho reduzido apresentam vantagens indiscutíveis quando comparadas às grandes universidades que, em alguns casos, pecam em relação à qualidade do ensino e à infraestrutura.

Ficou curioso e quer saber mais sobre tais benefícios? Acompanhe o post!

1. Possibilita o contato com os professores

Um dos principais diferenciais de realizar uma graduação em uma faculdade pequena está ligado a possibilidade de ter um contato mais próximo com os docentes.

Diferente das universidades maiores, essas instituições de ensino possibilitam que o aluno tenha um relacionamento direto com os professores, fator que facilita a vida acadêmica como um todo.

Não será preciso disputar a atenção dos mestres com um vasto número de estudantes, uma vez que as turmas são reduzidas. Nesse cenário, o professor consegue criar um vínculo real com os discentes, oferecendo o tempo e a dedicação necessária para cada um.

4 vantagens de estudar em uma faculdade pequena - possibilita o contato com os professores

2. Estudar em uma faculdade pequena diminui a distância física

Imagine só conseguir se locomover por todo o campus sem necessitar de ônibus ou carona. Parece uma boa ideia, não é mesmo? Essa é mais uma realidade das faculdades menores: o estudante consegue percorrer toda a área física a pé ou mesmo de bicicleta.

Chega de gastar dinheiro com passagens ou esperar a boa vontade dos amigos para levá-lo até o ponto desejado — afinal, agora você pode ir a qualquer lugar dentro da faculdade sem depender de ninguém.

3. Fortalece o senso de comunidade

Nos grandes centros de ensino, os alunos têm mais dificuldade em desenvolver relações sociais maduras e profundas. O motivo é simples: as pessoas vivenciam a rotina no modo automático, sem interação — elas parecem estar sempre ocupadas e sem disposição para cultivar vínculos mais fortes.

Já nas faculdades menores, a situação contrária ganha espaço. Os alunos entendem, desde cedo, a importância de estabelecer laços e viver em comunidade. Eles sabem que todos ali estão na mesma situação e uma convivência harmoniosa pode tornar a jornada muito mais satisfatória.

4 vantagens de estudar em uma faculdade pequena - fortalece o senso de comunidade

4. Aumentam as oportunidades acadêmicas

Esse é mais um benefício inquestionável da faculdade pequena. Devido ao número reduzido de alunos, surgem oportunidades de trabalhos extracurriculares para a maioria dos estudantes. Além do mais, os professores prestam todo o suporte necessário para que o universitário consiga a vaga do projeto desejado.

Nesse aspecto, o aluno tem a chance de ter o aprendizado prático, contando ainda com o apoio e orientação da equipe de docentes.

Vale lembrar que, além dos pontos citados, estudar em uma faculdade pequena proporciona um estilo de vida ímpar, que atrela uma rotina equilibrada com qualidade de ensino. Por isso, não pense duas vezes ao optar por um curso superior nesse tipo de instituição.

Gostou do conteúdo e quer ficar a par das novidades do mundo acadêmico? Siga a gente no Facebook e no Twitter!

6 dicas de como aumentar a concentração e estudar com mais qualidade