Como Fazer um Bom Título de Redação do Enem?

Você já sabe da importância da redação do ENEM para ter sucesso no exame: uma boa pontuação pode abrir as portas da tão sonhada faculdade e ajudar na conquista de bolsas de estudo e planos de parcelamento acadêmico.

Com isso em mente, é importante investir em outro aspecto da produção escrita: um bom título de redação do Enem é fundamental para motivar a leitura, e deve ser elaborado com cuidado e critério. Afinal, o título é o primeiro contato do leitor com o texto. Assim como nos livros, ele deve sintetizar a ideia principal da redação e sua essência, de forma clara e breve.

Criar um bom título de redação do Enem parece uma tarefa difícil? Confira algumas dicas que podem ajudar:

1. Deixe o título para o final

Resista à tentação de começar o texto pelo título. Para demonstrar coesão e coerência, o título da redação deve se relacionar diretamente à introdução ou conclusão do texto.

Por isso, é indicado elaborar o título apenas quando a redação já estiver pronta, com todas as ideias desenvolvidas. Dessa forma, ele não fica deslocado e se encaixa perfeitamente no texto.

2. Evite títulos rebuscados

O título da redação deve ser ao mesmo tempo simples e significativo. Porém, expressões muito refinadas podem se tornar confusas e desencorajar o leitor.

O ideal é que o título apresente de forma breve e clara o tema proposto, e palavras rebuscadas podem comprometer o seu propósito.

3. Seja conciso

Frases longas devem ser evitadas. O título de redação do Enem deve ser curto e objetivo.

Uma boa indicação é analisar o tamanho e número de palavras do título — ele não deve passar de metade da linha e deve conter entre três e cinco palavras, preferencialmente.

4. Use a Criatividade no seu Título de Redação do Enem

título de redação do enem use a criatividade

Ser criativo é fundamental para surpreender o leitor e manter a relação do título com o assunto principal do texto.

Expressões coloquiais, figuras de linguagem e referências podem ser utilizadas, sempre buscando aguçar a curiosidade de quem lê. Por outro lado, palavras estrangeiras e clichês, devem ser evitados ou utilizados com muito critério.

5. Revise o título com atenção

Erros de ortografia, concordância, conjugação de verbos e até uso inadequado de certas palavras comprometem a qualidade do seu texto, mas têm um efeito ainda mais negativo quando se localizam no título.

Se tiver dúvidas sobre a grafia de uma palavra, use um sinônimo.

6. Use o verbo de forma opcional

Não é obrigatório utilizar um verbo ou formar uma frase completa no título da redação. O importante é passar a ideia principal do texto — se for possível fazer isso sem o uso de verbos, não há problema nenhum.

7. Fique atento à pontuação

Uma das maiores dúvidas dos candidatos na hora de elaborar um título de redação do Enem é o uso da pontuação. De forma geral, é indicado:

  • usar ponto final apenas quando existir um verbo no título;
  • não usar letras maiúsculas em todas as palavras;
  • usar aspas em casos de citações ou neologismos;
  • pular uma linha entre o título e o texto apenas quando houver espaço suficiente.

Mesmo quando o título é opcional, ele pode ser um ótimo recurso para instigar a curiosidade do leitor e se destacar entre seus concorrentes. Afinal, um título de impacto pode motivar a leitura e demonstrar, em poucas palavras, o tom e a essência da redação, abrindo o caminho para o texto.

A produção escrita é de grande importância para a pontuação do exame, e criar um bom título de redação do Enem, que seja original e criativo, é fundamental. Não é à toa que essa etapa do teste costuma causar ansiedade e preocupação nos alunos.

Para se preparar para este desafio, é importante ler muito, se manter sempre informado sobre os acontecimentos atuais e escrever sobre todo e qualquer assunto.

E você, está preparado para a prova de redação do Enem? Tem alguma dica para criar bons títulos para os seus textos? Deixe seu comentário!

Título de Redação do Enem

4 dicas para fazer a redação do Enem

A redação do Enem é uma das principais etapas para ser aprovado no exame. Com o valor de 1000 pontos, a redação pode tirar de cena até mesmo os candidatos que se deram bem na prova objetiva.

Para evitar que isso aconteça com você, é preciso ficar atento em alguns detalhes na elaboração da redação. Para começar, ela deve manter sua estrutura básica, contar com bons argumentos e estar livre de erros de Língua Portuguesa.

Quer saber mais sobre o assunto? Então confira agora 4 dicas infalíveis para fazer uma ótima redação do Enem!

1. Fique atento à estrutura do texto na sua Redação do ENEM

Você sabia que se o seu texto não apresentar uma estrutura dissertação-argumentativa, ele não será corrigido? É isso mesmo, e essa regra está, inclusive, no enunciado da prova.

Para não correr esse risco, preste atenção no modelo correto de estrutura para o texto. Ele deve ser dividido em três partes: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Na introdução, você deve apresentar o tema e o posicionamento a ser defendido no texto. Em seguida, no desenvolvimento, apresente os argumentos que justificam a sua tese. Nessa etapa, vale a pena usar exemplos claros e coerentes com o seu ponto de vista.

Na conclusão, retome as ideias propostas e reforce seu posicionamento. Aqui, o Enem exige também que você apresente uma proposta de solução para o problema apresentado — pode ser uma mudança na lei, nas políticas públicas ou na postura do cidadão: tudo vai depender do tema.

2. Considere os textos de apoio para encontrar seus argumentos

redação do enem considere os textos de apoio para encontrar seus argumentos

Embora não devam ser copiados, os textos de apoio podem ser de grande ajuda na hora de buscar boa argumentação. Portanto, leia-os atentamente e considere-os como ponto de partida para estruturar o seu posicionamento no texto.

Uma boa dica aqui é listar os argumentos dos textos de apoio que servirão para defender o seu ponto de vista e desenvolvê-los ao longo da redação.

3. Não se esqueça da pontuação

Na ânsia de acertar a grafia das palavras, muitos candidatos acabam se esquecendo da pontuação. Não cometa esse erro! A pontuação é igualmente importante, e deslizes em relação a isso também são penalizados na prova.

Vírgulas entre sujeito e verbo, ponto de exclamação no lugar do de interrogação, dois pontos em vez de ponto e vírgula são alguns dos problemas que fazem você perder pontos na Redação. Portanto, estude bastante sobre o tema e pratique antes da prova!

4. Utilize as conjunções corretamente

A capacidade de organizar e relacionar informações é um dos elementos avaliados na Redação do Enem, e uma maneira de deixar claro para o avaliador da prova que você detém essa habilidade é usando conjunções.

“Sendo assim”, “portanto”, “contudo”, “porém” são algumas conjunções que fazem vínculos com os argumentos dos textos. Conheça mais conjunções e utilize-as — seu texto vai ficar até mais interessante de ser lido.

Essas foram algumas dicas para a redação do Enem. Além de seguir essas etapas, não deixe a ansiedade tomar conta de você: organize-se antes do dia da prova e pratique bastante. Assim, você chegará mais tranquilo para elaborar a sua redação!

Gostou das nossas dicas? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e marque os amigos que precisam de uma mãozinha com a redação do Enem!

redação do enem

Afinal, vale a pena fazer o Enem?

Você quer traçar sua carreira e se qualificar para o mercado de trabalho, mas ainda não sabe se vale a pena fazer o Enem? No post de hoje, vamos tirar as principais dúvidas que os candidatos têm sobre o exame.

Confira a seguir as informações mais importantes sobre o vestibular mais famoso do Brasil!

O que é o Enem?

Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi inicialmente desenvolvido apenas para avaliar o desempenho dos estudantes ao final da educação básica. No entanto, com o passar dos anos, ele foi reformulado e hoje tornou-se um dos maiores vestibulares do país.

Atualmente, o Enem ocorre em dois dias e é composto por um total de 180 questões, que avaliam quatro áreas de conhecimento: Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Matemática e Linguagens e Códigos. Além disso, há ainda uma redação dissertativa no segundo dia de prova.

Como posso usá-lo?

vale a pena fazer enem como posso usa-lo

Com a nota obtida no exame, o estudante é capaz de participar de diversos processos seletivos que darão acesso ao ensino superior em uma instituição pública ou privada.

Hoje, o Enem é a principal ferramenta de ingresso em universidades federais. Isto é, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) são distribuídas vagas em universidades de todo o país, inclusive para os cursos mais procurados, como Medicina, Engenharia e Direito.

O processo seletivo do Sisu é gratuito e possibilita ao estudante escolher o curso, a faculdade e o turno em que deseja estudar. Entretanto, como a disputa costuma ser acirrada, as chances de entrar na universidade desejada é proporcional a nota obtida na prova. Quanto maior, melhor.

Além disso, o Enem é fundamental para a inclusão do Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades particulares para estudantes de baixa renda, podendo até substituir o próprio vestibular da universidade!

Mas caso você não se enquadre nos requisitos exigidos pelo ProUni, você ainda pode financiar sua faculdade por meio do programa de Fundo de Financiamento Infantil (FIES). Com ele, o estudante não precisa arcar com os custos da mensalidade do curso até a sua formatura.

Em quais outras situações ele é útil?

Fora as chances de entrar em uma universidade pública ou ganhar uma bolsa de 100% de desconto em uma particular, o Exame Nacional do Ensino Médio também oferece ótimas iniciativas de estudo.

Através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o estudante consegue uma vaga em diversos cursos técnicos profissionalizantes gratuitos que formam mão de obra para atuar no mercado de trabalho no futuro.

Por se tratar de uma prova com métodos avaliativos complexos, o Enem também pode servir como um ótimo treino para concursos públicos. E vale ressaltar que alguns órgãos já têm considerado a nota do Enem como critério de classificação dos candidatos para as fases seguintes.

Ademais, ainda é possível utilizar a nota obtida para ingressar em algumas universidades que ainda não fazem uso do Sisu. Ou seja, dá para acrescentar sua nota do Enem ao vestibular tradicional e ganhar uma vantagem a mais na competição!

Afinal, vale a pena fazer o Enem?

vale a pena fazer o enem

Hoje, mais do que nunca, ter uma formação em um curso superior ou técnico para se destacar no mercado de trabalho tornou-se essencial.

Por essa razão, o Enem se faz necessário não apenas como instrumento avaliativo: o exame também é um excelente meio de garantir uma boa formação universitária e um salário melhor no futuro. Então sim, com toda certeza, vale a pena fazer o Enem!

Quer continuar acompanhando as melhores dicas para construir a sua carreira? Então curta nossa página no Facebook e continue informado sobre as novidades!

supervisão e coordenação pedagógica

Descubra o que fazer com a nota do Enem

Concluiu o ensino médio, fez a prova, mas ainda não sabe o que fazer com a nota do Enem? Se você está pensando em começar um curso superior, fique atento, pois o Enem fará a diferença na sua vida. Isso mesmo! Ele é o principal passaporte para ingressar no ensino superior.

Hoje, no Brasil, para entrar em uma faculdade ou universidade, é preciso fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), teste que avalia o aprendizado durante os anos do ensino médio e auxilia no processo de ingresso na vida acadêmica.

Preparamos este post para te ajudar a descobrir o que fazer com a nota do Enem. Confira!

Classificação em instituições de ensino

Com a nota do Enem, é possível participar de vários processos seletivos em diferentes instituições e modelos de ensino. Ela é um dos critérios classificatórios para ingresso na educação superior e técnica, e, em alguns casos, não é necessário prestar vestibular — em instituições que só possuem uma fase no processo seletivo.

O sistema adotado para ingressar em uma universidade é o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que utiliza as notas do Enem para classificação dos candidatos. No Sisu, é possível concorrer a vagas em instituições de todo o país.

Ingresso em faculdades particulares

Muitas faculdades e centros universitários ofertam vagas a estudantes que fizeram a prova do Enem. Basta apresentar o boletim de desempenho e atender às especificações do critério de nota utilizada. Na Faculdade Asa de Brumadinho, por exemplo, a nota é utilizada como forma de ingresso, sendo exigida nota superior a 400 pontos, e o estudante ainda tem a oportunidade de fazer o financiamento estudantil.

Nesses casos, cada faculdade define a quantidade de vagas destinadas ao Enem e os benefícios que podem ser adquiridos, como isenção ou desconto na matrícula ou mensalidade.

Bolsas de estudos

o que fazer com a nota do enem prouni

Outra forma de ingresso em uma instituição particular é por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni), que distribui bolsas parciais e integrais em cursos superiores de diversas áreas de atuação em todo o país.

Para isso, o estudante deve ter feito a prova do Enem no ano anterior, ter obtido no mínimo 450 pontos e não ter zerado a redação. Além da pontuação, o programa analisa fatores de renda e escolaridade do candidato.

Financiamento estudantil

o que fazer com a nota do enem parcelamento estudantil proprio

As facilidades para ingressar em um curso superior são muitas. E uma delas é o financiamento estudantil, que conta com modalidades, como o Fies e outros financiamentos próprios das faculdades. No Fies, o candidato pode financiar até 100% do curso, utilizando a nota do Enem superior a 450 pontos e nota maior que zero na redação.

Além disso, o programa exige renda bruta familiar de até dois salários mínimos e meio por pessoa. A opção permite que o estudante comece a quitar a dívida após um ano e meio de formado.

Outra alternativa de financiamento são os programas da própria faculdade, que facilitam ofertando bolsas, descontos, parcelamentos com condições especiais para seus alunos e até benefícios como transporte gratuito até a faculdade. Esse é o caso da Faculdade ASA, que possui o maior número de bolsas do Fies devido às notas 4 e 5 dos seus cursos.

Depois de descobrir o que fazer com a nota do Enem, consulte a instituição desejada e escolha o financiamento que mais se ajusta a você. Vale ressaltar que, quanto maior for a sua nota, melhores serão as suas chances de ingressar numa faculdade ou universidade. 

Agora que você conhece todas as alternativas, conte pra gente aqui nos comentários: o que você pretende fazer com a nota do Enem? Estamos curiosos para saber dos seus planos!

o que fazer com a nota do enem

Tudo que você precisa saber sobre o FIES!

Não consegue pagar a mensalidade da faculdade particular? O FIES pode ser a solução para você conseguir alcançar o sonho de ter um diploma universitário!

O programa criado pelo Ministério da Educação e mantido pela Caixa Econômica Federal e pelo Banco do Brasil tem taxas de juros mais baixas que a inflação e o pagamento só começa depois de formado!

Nesse post tiraremos algumas dúvidas comuns sobre o FIES! Vamos lá?

O FIES é um programa de bolsas?

Não! O FIES é um programa de financiamento estudantil. Dependendo da sua classificação e condição financeira, até 100% do valor da sua mensalidade pode ser financiado, porém o pagamento deverá ser feito ao final do curso.

Qual a taxa de juros e o prazo para pagar o FIES?

A taxa de juros do FIES está em 6,5%, mais baixo que a inflação, e o pagamento pode começar até 1 ano e meio após o final do curso.

O limite para o pagamento é de 3 vezes o tempo do curso, ou seja, quem está em um curso de 5 anos, como Engenharia de Produção, pode pagar o financiamento em até 15 anos.

Tudo que você precisa saber sobre o FIES!

É necessário já estar matriculado para o FIES?

Sim! Para poder se candidatar ao FIES, o aluno deve estar matriculado no curso superior para o qual deseja se candidatar. Alunos com matrícula trancada também ficam de fora do programa.

Existe algum critério de renda no FIES?

Sim! Para poder concorrer, a pessoa deve ter renda familiar bruta de até 3 salários mínimos por pessoa.

Posso usar o FIES para fazer minha segunda graduação?

Não! Para se candidatar ao FIES a pessoa não pode ter concluído um curso superior, nem ter utilizado o programa anteriormente.

Quando abrem as inscrições do FIES?

As inscrições abrem duas vezes por ano, uma vez no início do primeiro semestre e outra no início do segundo.

Tudo que você precisa saber sobre o FIES!

Onde me inscrevo para o FIES?

A inscrição é feita online através do site do programa.

Qual o critério de avaliação do FIES?

O FIES usa a nota do ENEM para classificar o aluno, assim como o Sisu e o Prouni. Para se candidatar é necessário ter feito o ENEM em algum ano desde 2010, ter tirado nota acima de 450 nas provas e não pode ter zerado a redação. O critério de desempate é a nota da redação do ENEM.

Como sei se fui aprovado?

Os resultados são divulgados no mesmo site no qual o aluno faz a inscrição e, se aprovado em primeira etapa, o candidato tem até 5 dias para confirmar a sua entrada no programa. Não se desespere caso não seja aprovado na primeira etapa, as vagas excedentes vão para os próximos candidatos em uma segunda chamada.

Preciso de fiador?

Sim! É necessário um fiador para poder concorrer às vagas.

Tudo que você precisa saber sobre o FIES!

Posso usar o FIES para completar a bolsa do Prouni?

Sim! Caso consiga apenas a bolsa parcial através do Prouni, o FIES pode ser usado para complementar os outros 50%, desde que a faculdade participe de ambos os programas.

O FIES não é um programa complicado e pode ser o caminho para o seu diploma universitário! Sempre procure saber se a faculdade na qual está entrando participa do programa e boa sorte!

Restou alguma dúvida sobre o assunto? Conte pra gente nos comentários!

6 dicas de como aumentar a concentração e estudar com mais qualidade

 

Confira aqui as maneiras de usar a sua nota do Enem!

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é a principal porta de entrada para o nível superior no Brasil. Hoje, alunos de todo o país preparam-se com afinco para conseguir uma pontuação suficiente para ingressarem no curso de seus sonhos.

Ao longo dos anos, a nota do Enem foi se tornando cada vez mais versátil, mudança que possibilitou diversos caminhos para aqueles que fazem a prova.

No post de hoje, confira 4 formas de utilizar a nota do Enem e faça seu plano de estudos agora mesmo!

  1. ProUni

O ProUni (Programa Universidade Para Todos) concede bolsas de estudos em instituições de ensino particulares para alunos de baixa renda. Se você deseja concorrer, a nota do Enem mínima é de 450 pontos, na média das provas objetivas, e você não pode ter zerado a redação.

As bolsas são disponibilizadas para os alunos que fizeram o exame mais recente. Caso sobrem vagas, abre-se a permissão para aqueles que prestaram a prova em anos anteriores. Fique atento à divulgação do edital pelo MEC (Ministério da Educação).

Confira aqui as maneiras de usar a sua nota do Enem! - prouni

  1. Fies

Se o planejamento financeiro para seus estudos está abaixo do esperado, você pode utilizar a sua nota do Enem para aderir ao Fies (Financiamento do Estudante do Ensino Superior), um financiamento com juros baixos e pagamento após o término do curso, com um prazo de carência bem extenso.

O processo tem sido cada vez mais fechado nos últimos anos. Ainda assim, o número de concessões do financiamento para alunos da Faculdade Asa tem sido alto quando comparado a instituições próximas, devido aos altos conceitos dos nossos cursos.

O Fies exige uma nota mínima de 450 pontos, além de uma redação acima de zero.

  1. Parcelamento Estudantil Próprio

Outro meio de custear seus estudos pode ser por financiamentos concedidos pelas próprias instituições.

As condições variam bastante, desde o montante a ser financiado, taxa de juros e prazos de pagamento — que, normalmente, ocorre após a conclusão do curso. A nota do Enem pode ou não ser uma exigência nesses casos.

Na Faculdade Asa, o Parcelamento Estudantil Próprio é negociado diretamente com a instituição, sem incidência de juros, com o dobro do tempo para pagar. Também não é exigido apresentar a nota do Enem.

Confira aqui as maneiras de usar a sua nota do Enem! - parcelamento estudantil proprio

  1. Nota do Enem substituindo vestibular

O seu desempenho no Enem pode ser aproveitado para que você seja dispensado do vestibular, caso queira ingressar em instituições particulares.

Cada uma define seus critérios. Portanto, é preciso entrar em contato para saber os requisitos e planejar o seu acesso à faculdade ou universidade em questão. No caso da Faculdade Asa, a nota do Enem mínima é de 400 pontos e nenhuma prova objetiva pode ter sido zerada.

O acesso a um curso técnico ou graduação, nos últimos anos, ganhou diversos caminhos com a nota do Enem. Escolha seu curso, avalie qual o plano mais viável para seu perfil e objetivos e invista nos estudos, pois a concorrência é alta!

Agora que você já sabe algumas formas de usar a sua nota do Enem, que tal se preparar para um futuro de sucesso? Veja como conciliar trabalho e estudos e invista na sua carreira!

6 dicas de como aumentar a concentração e estudar com mais qualidade

Redação do ENEM: 6 dicas para você se preparar

A redação do ENEM vale 1000 pontos e uma boa nota nela pode ajudar muito a conseguir uma vaga na tão sonhada faculdade! Um bom resultado no exame pode dar acesso a universidades federais e ao FIES e PROUNI, que permitem o ingresso na graduação em renomadas instituições particulares. Nesse post, vamos dar várias dicas para você se sair bem na redação do ENEM. Ficou interessado? Confira!

1. Leia muito

Quando você lê, assimila como se estrutura a linguagem e conhece novas formas de apresentar ideias. É um exercício importante para que você aprenda novos vocabulários e desenvolva sua argumentação. Além disso, a leitura te deixa mais informado, familiarizado com o português.

Experimente ler vários tipos de textos, como romances, fábulas, artigos científicos e crônicas. Assim, você se torna mais dinâmico e adaptável a diferentes formas de apresentar a informação.

2. Esteja informado

Acompanhe jornais, noticiários e revistas. Informe-se sobre a política, economia e relações internacionais. Esteja atento a temas como violência de gênero, a situação dos refugiados com as guerras, problemas ambientais e a conjuntura política do Brasil, por exemplo.

Redação do ENEM: 6 dicas para você se preparar Esteja informado

Isso é importante para que você esteja mais preparado para o que vai encontrar no tema da redação do ENEM. Essa etapa da prova, no geral, aborda questões problemáticas na atualidade. Assim, sabendo das notícias, você estará mais habilitado com argumentos e conhecimentos para desenvolver uma boa dissertação.

3. Escreva muitas redações

Treinar é muito importante para desenvolver melhor a habilidade. Experimente escrever textos com as propostas de redação do ENEM dos anos anteriores. Lembre-se de corrigir suas dissertações e se houver algum professor ou colega experiente que possa avaliar, peça ajuda a eles.

Redação do ENEM: 6 dicas para você se preparar Escreva muitas redações

Após a correção, reescreva o texto tentando melhorar as falhas que foram apontadas. Com este treino constante, você estará mais preparado.

4. Elabore um plano na redação do ENEM

O plano de texto é um rascunho em que você organiza suas ideias para escrever a redação. Nele você aponta com palavras-chaves e frases curtas qual é a ideia que você irá defender, quais são seus argumentos e a proposta de intervenção.

Redação do ENEM: 6 dicas para você se preparar Elabore um plano na redação do ENEM

É uma maneira interessante de planejar o texto, para evitar que você fuja do tema ou perca a coerência e a coesão. O plano é como um esqueleto para a dissertação e ele orienta a escrita para que você não se perca.

5. Esteja atento aos critérios avaliados

A redação do ENEM é avaliada a partir de algumas competências. O uso adequado da norma culta e saber integrar conhecimentos para construir uma argumentação são muito importantes.

É preciso respeitar o tipo textual dissertativo-argumentativo, em que a redação deve apresentar uma tese e a argumentação deve sustentá-la. Além disso, é necessário haver uma proposta de intervenção para a problemática abordada! Lembre-se também que as ideias apresentadas devem respeitar os direitos humanos.

6. Seja objetivo e esteja atento à proposta

Muitos temas são tão complexos que podem gerar até mesmo um livro e várias discussões bastante longas! Mas na redação do ENEM é preciso que você seja objetivo.

Escreva os argumentos de forma eficiente, mas sucinta, pois você tem um limite de linhas e passar dele pode te fazer perder pontos. Busque responder a questão proposta e não use argumentos pessoais ou subjetivos.

A redação do ENEM tem um peso alto no exame. Sair-se bem pode contribuir muito para ter um bom resultado e ser aprovado em universidades. Inclusive, há instituições, como a Faculdade Asa de Brumadinho, que aproveitam a nota do ENEM em substituição ao vestibular.

Para melhorar suas habilidades com escrita de redação, ler e escrever bastante é uma ótima ideia! Também é importante se informar sobre o que acontece no mundo, planejar seu texto com um esquema e articular bem as ideias. Lembre-se também de ser objetivo e buscar responder a questão proposta.

Gostou de saber essas dicas para se preparar bem para a redação do ENEM? Então curta nossa página no Facebook e siga nosso Twitter para acompanhar mais informações!

5 dicas para uma redação de sucesso no enem

Lançamento do material “5 dicas para ter sucesso em sua redação no Enem”

A redação do Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) é uma das etapas mais temidas pelos participantes. Ficar por dentro das atualidades, saber escrever um texto coerente e bem redigido são apenas alguns exemplos do que é necessário para se sair bem. Para te ajudar a garantir uma excelente nota, a Faculdade Asa de Brumadinho preparou um material com dicas incríveis para você se destacar na redação! Confira alguns assuntos que serão abordados:

  • Como construir frases atraentes;
  • A importância de um bom título;
  • Como prevenir erros e incoerências em seu texto;
  • Entre outras dicas para garantir o seu sucesso na redação!

Se interessou? Baixe o nosso material e bons estudos!

BAIXE AQUI

5 dicas para uma redação de sucesso no enem